DNIT/RS debate prevenção ao vírus H1N1 em escolas municipais de Santa Maria-RS


Com a finalidade de ampliar práticas de prevenção ao vírus H1N1, a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/RS), por meio da Unidade Local de Santa Maria, realiza neste mês de julho uma série de aulas temáticas com alunos do 4° ano, da rede municipal de ensino, que fazem parte do ciclo de atividades do Programa de Educação Ambiental (PEA), desenvolvido pela Gestão Ambiental das obras da Travessia Urbana de Santa Maria –RS. Ao todo, 18 escolas localizadas em bairros próximos ao empreendimento são contempladas pelo programa. O planejamento das atividades é debatido com a Secretaria Municipal de Educação, bem como os materiais que serão distribuídos.

De acordo com a proposta do PEA, durante cada atividade é apresentado um vídeo em formato de animação, que detalha orientações sobre alguns cuidados que devem ser adotados para prevenção e controle do vírus. Na exibição são destacados os sintomas e a importância de medidas como realizar a higienização das mãos com frequência, utilizar lenço descartável e cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir. (assista ao vídeo no site www.br158-287rs.com.br).

Conforme o Ministério da Saúde, a Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma infecção respiratória aguda, causada pelos vírus A e B. O vírus A está associado a epidemias e pandemias. É um vírus de comportamento sazonal e tem aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias, podendo haver anos com menor ou maior circulação do vírus. Habitualmente em cada ano circula mais de um tipo de influenza concomitantemente (exemplo: influenza A (H1N1)pdm09, influenza A (H3N2) e influenza B).

A gripe, ou influenza sazonal, inicia-se em geral com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios como a tosse e outros, tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre. Alguns casos apresentam complicações graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar. Devido aos sintomas em comum, pode ser confundida com outras viroses respiratórias causadoras de resfriado.

A Autarquia ressalta que a atividade foi desenvolvida seguindo diretriz do Plano Básico Ambiental, que define a atuação do Subprograma de Educação Ambiental para Grupos Sociais. A meta é executar ações educativas de forma integrada com a realidade socioambiental da comunidade lindeira, fomentando boas práticas individuais e coletivas que contribuam com a melhoria da qualidade de vida da população local.

Notícias em Destaque
Notícias Recentes