Dnit garante R$ 10 milhões para manter obra de duplicação das BRs

A obra de duplicação das BRs da travessia urbana de Santa Maria, que estava ameaçada de parar agora em outubro por falta de verbas, ganhará um novo fôlego. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) conseguirá remanejar R$ 100 milhões que não foram usados na nova ponte do Guaíba, na Capital, para outras obras no Estado: R$ 90 milhões irão para os contratos de tapa-buracos e manutenção, e R$ 10 milhões virão para a duplicação de Santa Maria. Segundo o superintendente do Dnit no Estado, Hiratan Pinheiro da Silva, está tudo bem encaminhado e, agora, falta só a publicação das portarias para oficializar a transferência desse dinheiro extra, pois os R$ 69 milhões do Orçamento 2017 para a duplicação já foram quase todos gastos.

Com isso, os dois consórcios responsáveis pela construção podem manter o ritmo de obras, pois receberão mais R$ 5 milhões cada. No lote 2, da Ulbra à Uglione, havia uma sobra de verbas e, com esse remanejo, as obras não devem parar este ano. Já no lote 1, da Uglione ao Castelinho, esses R$ 5 milhões não são suficientes para chegar ao final do ano. O Dnit está tentando remanejar mais R$ 10 milhões a R$ 15 milhões ainda este ano. Caso isso não ocorra, o consórcio do lote 1 vai reduzir bastante o ritmo dos trabalhos, mas não vai mais paralisar a obra.

Como em janeiro há o novo Orçamento, as empresas conseguirão seguir com os trabalhos, mas o ritmo dependerá do volume de recursos que for aprovado em Brasília. A duplicação deveria estar concluída em três anos, que serão completados agora em dezembro, mas dependendo do volume de verbas liberadas, poderá ficar pronta em 2019 ou 2020, na melhor das hipóteses.

Foto: Charles Guerra/New Co

Leia mais no site do Diário

Notícias em Destaque
Notícias Recentes
Arquivo Mensal
Pesquisa por tags
Sigam-nos
  • Preto Ícone Google+
  • Instagram Social Icon

© 2019  Gestão Ambiental BR-158/287-RS Travessia Urbana de Santa Maria | Desenvolvido por @InnovatorDesign