PEA debate com trabalhadores prevenção e sintomas da Dengue

Atendendo a mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti, a Gestão Ambiental das obras da Travessia Urbana de Santa Maria, por meio do Programa de Educação (PEA), realiza atividade de conscientização junto aos colaboradores do empreendimento. Durante as ações, são apresentados os sintomas da Dengue Clássica e da Dengue Hemorrágica e medidas que os trabalhadores devem adotar para eliminar o mosquito que é o transmissor da doença, além do vírus zika e chikungunya.


Segundo o Ministério da Saúde, a mobilização é importante e uma forma eficaz de combater o mosquito. A pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Denise Valle, reforça a necessidade de promover um dia da semana para limpeza dos criadouros. A ideia surgiu em Singapura há alguns anos e trouxe bons resultados. “O país conseguiu reduzir a epidemia de dengue, na época, em quase 90% fazendo verificações semanais de 10 minutos à procura de criadouros domésticos que acumulassem água”, explica.


Conforme a doutora, a infestação do mosquito é sempre mais intensa no verão, em função da elevação da temperatura e da intensificação de chuvas – aceleram o ciclo de vida do mosquito. Para evitar essa situação, é preciso adotar medidas permanentes para o controle do vetor, durante todo o ano, a partir de ações preventivas de eliminação de focos do mosquito. Como o Aedes aegypti tem hábitos domésticos, essa ação depende sobretudo do empenho da população. “É preciso investir um tempo toda


semana para procurar esses criadouros. Dez minutos são suficientes para essa verificação, que deve ser rotineira. É importante que isso seja feito o ano todo, não só durante o verão”, ressalta.

Com informações do Ministério da Saúde

Notícias em Destaque
Notícias Recentes