Como ficará o novo trevo da Uglione quando a obra ficar pronta


A construção da maior obra da duplicação da Travessia Urbana de Santa Maria é a do trevo da Uglione, na saída para São Sepé. Os trabalhos ali começaram no final de 2018, com a construção dos primeiros pilares. Um deles está sendo erguido agora no canteiro central do viaduto.

A estimativa do Dnit é que sejam gastos R$ 50 milhões só nessas obras, que incluem viadutos e uma trincheira (pista abaixo do nível do solo, em parte escavada, cujas paredes aparecem em verde nas imagens acima e abaixo), e que eles levem um ano e meio para serem concluídas, mas o prazo dependerá da liberação de verbas.

Atualmente, cerca de 20% das obras da Uglione foram feitas, pois parte das estruturas, como vigas e placas dos aterros, é pré-moldada e já está pronta, sendo transportada para ser apenas instalada no local.

Trânsito no trevo da Uglione terá alterações por 30 dias

Este colunista obteve, em primeira mão, as projeções gráficas com novos detalhes de como ficará o trevo. No sentido Estação Rodoviária-BR-392 (São Sepé) e vice-versa, os veículos passarão pela trincheira que será escavada na parte central - o tráfego de carretas em direção ao porto de Rio Grande não precisará parar no trevo, como hoje.

No nível atual do solo, será mantida a rotatória para as conversões e também para o trânsito no sentido Centro-São Sepé e vice-versa. E as pistas elevadas, nos viadutos, serão para o trânsito no sentido Rodoviária-BR-287 (São Pedro do Sul) e vice-versa.

Fonte: Diário de Santa Maria

Notícias em Destaque
Notícias Recentes